Publicidade Venus Creations

 

 

Versão Original
(Abre numa nova janela)

English Version

Version Française

 

CRÓNICA DA ILHA

SEXTA FEIRA 03 DE AGOSTO DE 2018  

Nestes dias em época do Mundial de Futebol na Rússia, temos a oportunidade de ver os nossos escolhidos por Fernando Santos jogar. Espero que nos deem muitas alegrias. Uma das alegrias que há em ver um jogo da Seleção é para mim poder ouvir o Hino de Portugal. É arrepiante ouvir este nosso povo cantar o hino dentro do estádio. Só de ouvir em casa ficamos com pele de galinha. Então imaginem lá dentro este povo todo a cantar como ficamos.

Recentemente, em Janeiro, fez um ano que o Snack-Bar «O Caseiro» reabriu ao público, com a gerência de David Costa que trouxe uma nova estaleca á restauração Topense, que só ele tem. Com uma ementa variada, mas regional desde cabrito no forno de lanha, cozido á portuguesa, Polvo, Arroz de Marisco, as sopas do dia feitas com produtos de nossa zona tendo como slogan “Da terra à Mesa”. Pode-se comprovar isso ao passar por lá. Ele e sua mulher tem a seu cargo este espaço mesmo no centro da Vila do Topo, junto ao Império do Espírito Santo. O restaurante, que já teve outras gerências, ganhou no ano passado nova vida depois de ter sido fechado meses antes. O David que usa muitos produtos que lá são servidos da Fajã e das suas hortas trabalhadas por ele.

Trás aquilo que é das nossas Vilas à mesa, não servindo só produtos que vem de fora. Muito movimentado por nós, pessoal desta ponta, mas também por turistas ou forasteiros que passam por cá de fugida aproveitando para passar pelo Snack-bar e provar as especialidades da casa. O prato do dia é composto pela sopa, pelo segundo prato escolhendo carne ou peixe, sobremesas, e também o nosso queijo para quem quiser e gostar.

Imagino que deve ser trabalhoso cultivar alguns produtos. Há outros em abundância mas dá mais trabalho desde ir recolhê-los ao seu espaço, ou arranjar quem venda os produtos de cá, desde peixe, legumes etc. Mas o sabor e o resultado final é divinal. Aprecio muito a sopa, que em noites de passagem pelo «O Caseiro» e de algum aflito, devido a excessos de bebidas alcoólicas, aproveito sempre para acalmar o bichinho que há dentro de mim

Vê-se muitos jovens na envolvência do mesmo espaço. Desde de churrascos, atendimento a mesas, limpezas etc. Não é qualquer pessoa que sabe gerir um negócio com o Sr. Antoninho me disse uma vez: - O negócio nasce para todos, mas nem todos nascem para o negócio-.

É bom ver estes negócios crescerem e ganharem bom nome e prestígio porque é bom para a nossas vilas, para quem cá vem e para nós que mora-mos cá. Ao David Costa e á sua família desejo lhes mais anos de sucessos como este ano e quase meio que passou ali no Caseiro e que continue com os produtos regionais à sua mesa.

Também temos bons produtos de alta qualidade, smas muitas das vezes deixa-mos de lado e não olha-mos para eles. Eu por mim continuarei a passar lá, mais que não seja, para ser bem recebido por ele e todos os que la trabalham e sempre bem tratado. Aqueles que ainda não conhecem este espaço, ao passarem por cá, entrem e comprovem todo o serviço de restauração que orgulha qualquer Topense.

Texto de
Maurício Carlos de Jesus

 

Clique aqui para ler mais notícias

Contactos - Política de Privacidade - Termos de Utilização
© Venus Creations. Todos os Direitos Reservados.